BACK TO COOL 3 COLUMN

terça-feira, 17 de março de 2015

Não chor'isso chore linguiça

Estou sempre a ouvir isto, com a tua voz sempre a sorrir e com tanto carinho por nós.

Agora só ouço em pensamento, porque infelizmente já não vens ter connosco, já não posso falar contigo naqueles momentos em que tanto preciso falar.

E agora quem me ouve, quem posso procurar para me dar alento nos momentos maus que me tocam constantemente.

Meu querido há 4 meses que partistes, deixaste uma saudade imensa, nem imaginas quanta.

Sinto-me tão arrependida, a última vez que te telefonei e tu disseste "Oh filha, o tio agora está tão ocupado, não posso estar ao telefone" (estavas imagino eu entre as tuas panelas, tachos e afins que tanto adoravas), eu despedi-me e disse que estava bem e que voltava a ligar e.... já não posso ligar mais, pois tu já não atendes o telefone.

Porquê, mas porquê Meu Deus, tiveste de partir assim, nem pudeste ter uma despedida digna, porque nem isso pudemos fazer.

Querido tio, queria tanto que ainda estivesses connosco,... este Natal e Ano Novo passado foi tão triste, faltou tanta coisa, sabes o que faltou? - foste tu. foi o teu telefonema que nos fazia tanto bem a todos, esse teu riso, a tua alegria,  meia-noite do dia 31-12 para 1-1 telefonavas sempre,querias ser o primeiro a falar connosco e querias falar com todos os presentes,  ninguém dizia os problemas que tinhas.

O meu aniversário que tu nunca esquecias e este ano não pude ouvir a tua voz, não consigo pensar que não te vou ouvir mais, dá-me uma tristeza enorme quando passo a lista de contactos do telemóvel e vejo o teu nome, ás vezes penso e se eu ligasse, será que ouvia a voz do meu querido tio?
Mas para isso tinhas que ter gravado alguma nota de boas vindas e isso não tinhas feito porque eu sei.

Ouço-te dizer (quando me vias chorar), chegavas ao pé de mim e dizias... Não chor'isso chore linguiça, esta tua palavra sempre dirigida a mim está marcada no meu coração para sempre.

O teu sorriso, a tua voz a tua imagem, meu querido tio, onde quer que estiveres, eu tenho a certeza que estás ao pé de Deus, porque tu mereces estar feliz.

Dizia na tua pagela:

Deixou a tristeza na terra,
Pela alegria do Céu

Espero que seja mesmo o que está a suceder. Na terra podes não ter tido muita felicidade, mas foste feliz à tua maneira, espero que estejas feliz junto do nosso Deus e de Nossa Senhora por quem tinhas uma adoração infinita.

Nunca, nunca te esquecerei estarás para sempre no meu coração.
Um grande beijinho meu querido tio, fica aqui o beijo enorme que não te pude dar na hora da nossa dolorosa despedida.

Adoro-te e sempre te adorarei meu tio querido.
Que descanses em Paz
Até um dia destes, que nos voltemos a encontrar.

Despeço-me de ti deixando-te com o teu cantor que tanto gostavas.
Frei Hermano da Câmara



1 comentário:

Obrigado pela visita e pelo comentário. Espero que tenham gostado :)

Beijinhos

Paula

PS: Posso tardar, mas responderei às mensagens e claro que vos farei uma visita nos vossos blogs! ;)