BACK TO COOL 3 COLUMN

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Ferro de carvão

Olá amigas
O que vou postar hoje??

Uma coisa que ADORO, aqui por casa todos sabem (e com certeza vocês também já se aperceberam que eu tenho muitas manias, não posso dizer qual a mania que prefiro, porque tenho uma predilecção igual por todas, todas elas têm um significado diferente para mim).
E uma dessas manias, é por tudo o que é antigo. é que não tem explicação eu simplesmente Adoro. Quando vejo alguma coisa que goste tento conseguir obtê-la, mas ás vezes é-me completamente impossivel, para meu desgosto.
Mas o que vou colocar é mais uma dessas coisas que ADORO e que tanto pedi e.... Esta consegui. Graças à minha mãezinha que me a deu, só fiquei triste porque ela desfez-se dele para  me o dar, mas ela sabe que trato bem das minhas coisas.  

Então o que vai sair daqui é........

Não sei se todas vocês conhecem estes ferros que se usavam antigamente, punha-se as brasas da lareira lá dentro para aquecer e para depois se passar a roupa a ferro. ( Estes ferros são lindos, mas ainda bem que agora são muito mais práticos).
Este ferro é o mesmo ferro com que a minha mãe passava a ferro enquanto ainda solteira e estava na casa dos meus avós, portanto este ferro já deve ter mais de 50anos, agora, claro já não serve para esse fim. 
A minha mãe pintou-o porque já estava a começar a ficar com ferrugem e depois nunca mais conseguia
fazer nada dele.


Aqui está ele e ao lado o seu descanso (na minha terra chama-se trempe), um nome curioso e que realmente hoje penso que... não tem nada a ver, não é?- Mas cada terra tem a sua maneira e os seus dizeres próprios, a minha não é excepção.


Claro está que com isto tudo, ás vezes dizem-me que encho a casa e não tem jeito porque é antigo misturado com novo, ou seja (não tenho um estilo de casa a condizer, porque nem é estilo antigo, nem moderno).  
Amigas eu simplesmente respondo é a minha casa, coloco nela o que quero e ninguém tem de gostar, para isso basto eu. Sou eu que limpo, sou eu que tenho o trabalho, ninguém tem nada a ver com isso.
Eu olho para todas as minhas coisas e fico encantada, não consigo tirar nada, nem deitar fora, quando ando a limpar o meu pensamento é: isto deu-me a avó X, isto foi X, ou isto já era da avózinha, em tudo tenho recordações, umas boas outras menos boas e outras em que fui muito feliz. Claro que com todos estes pensamentos não consigo chegar a uma prateleira do móvel e dizer : « Hoje vou tirar isto tudo e colocar coisas novas». Nem pensar. 
E assim sou eu, com a mania de : tudo o que é antigo e muitas mais.

Este post já está longo Amigas, vou terminá-lo por aqui. Obrigado a todas que me visitam e que têm a coragem de ler estes longos textos até ao fim.

PS.Vendo este post, ou alguns outros ninguém diz que tenho dificuldade em escrever. Mas acreditem isto só me sai "naqueles dias em que estou virada  para a escrita", não é sempre.

E agora dizem vocês: « UFA AINDA BEM » :)

Obrigado amigas pelo tempo dispensado
    Beijinhos a todas!!!
                                             Até breve!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pela visita e pelo comentário. Espero que tenham gostado :)

Beijinhos

Paula

PS: Posso tardar, mas responderei às mensagens e claro que vos farei uma visita nos vossos blogs! ;)